Notícias

Universitário desenvolve projeto que transforma lodo em gás de cozinha

PUBLICIDADE

O estudante universitário de cabo-verdiano Patrick Gomes, que está cursando o 4º ano de Arquitetura na Universidade Jean Piaget de Cabo Verde, desenvolveu um projeto que visa a transformação de lodo em gás de cozinha e liquido para regamento de plantas.

A ideia inicial é reaproveitar o máximo de água possível, de forma sustentável. Patrick explica que seu projeto nasceu com a da vida rural e necessidade que ele leva em Cabo Verde, em épocas que eles enfrentavam uma terrível seca. Era mais que necessário o racionamento e reaproveitamento de água, fez surgir a ideia para esse projeto.

PUBLICIDADE

O Projeto que transforma lodo em gás de cozinha pode revolucionar o mercado e gás do mundo interior!

Quando o estudante universitário Patrick Gomes, começou a se dar conta de que várias pessoas reclamavam da falta de água, mas que não sabiam como utilizar e com pouca consciência, ele resolveu que tinha que ajudar as pessoas com essa problemática.

Então nasceu o projeto Recycle Be, mecanismo que filtra água e redirecioná-la direto para a rega. O universitário contou que toda a água recém utilizada vai para o tanque do Recycle Be, em seu depósito, depois passa por processo de filtragem e separação dos dejetos.

Após a filtragem água segue regando as plantas e os dejetos, na maioria das vezes lodo, tem sido trabalhados para se tornarem gás de cozinha. Segundo Gomes, esse projeto já está 80% concluído.

PUBLICIDADE

Implantação oficial do projeto

Vale ressaltar que o universitário Patrick privilegia uma nação que sofre com a seca e, em muitos casos, com falta de recursos. No decorrer dos estudos, o universitário percebe que é muito cedo para dizer se seu projeto atenderá uma grande parcela da população que necessita dessa economia, não só de água, mas também de gás de cozinha.

É notável o empenho do universitário Patrick em favor de uma nação que sofre com a seca e, na maioria dos casos, também com a falta de recursos. No decorrer dos estudos, o universitário entende que ainda é cedo para dizer se seu projeto atenderá grande parte da população que precisa dessa economia, não só de água, mas também de gás de cozinha.

Related Posts

1 of 26

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja como estudar enfermagem gratuitamente
Veja como estudar enfermagem gratuitamente

Aguarde…

0